Dois Abacates e Um Desemprego

maio 12, 2016



Perto de onde trabalho tem um pé de abacate, 
Todos os dias eu passo por ele e nunca, nunca mesmo prestei atênção no tal abacateiro. 
Mas hoje ao passar por ele eu vi dois homens pendurados em cima de um muro pegando os tais abacates no pé. 

Um dos homens sacudia a árvore e o outro embaixo aparava os abacates e colocava em uma sacola plastica. 

Por um momento eu parei pra olhar aquilo e um deles disse : 
- Moça quer um abacate ? 
E então eu respondi :
- Meu Deus... eu nunca percebi que aqui tinha um pé de abacate. 
E então ele começou a me contar sua história :

- Moça, eu to desempregado a 6 meses e as coisas estão muito dificeis lá em casa. 
Um dia pedi a Deus que ele me desse uma idéia uma estrategia, um socorro , e nesse mesmo dia eu olhando pra uma árvore percebi que ela estava recheada de abacates maduros. 
Aquilo foi um start na minha mente e desde então eu saio pelas ruas tentando encontrar arvores frutiferas que não estejam em propriedades particulares. 
Eu pego as frutas, e saio vendendo nas casas.
Foi uma forma digna e honesta que encontrei de levar sustento a minha família.

Depois de sair dalí e ouvir essa lição de vida, eu fiquei pensando : 
- Quanto vale um abacate ?
- E quanto custa um desemprego ?
As duas coisas podem não ter o mesmo valor, mas quando de fato queremos realizar algo em nossas vidas, você precisa se esforçar ! 

Eu creio que Deus nos dá misericordia todos os dias...
Ele nos dá um socorro, uma oportunidade, uma chance TODO DIA. 
Mas quantas vezes nós estamos tão preocupados com nossa tristeza, com nossa "necessidade", com nossa falta de "sorte" com nossos problemas, que acabamos esquecendo de olhar as pequenas oportunidades diárias e acabamos perdendo as GRANDES CONQUISTAS DA VIDA. 

Olha pra cima ... porque é do alto que vem sempre o socorro ! 
Não deixe um pé de abacate passar desapercebido na sua hora de necessidade. 
O que eu desejo.. é que você se alegre nas pequenas oportunidades, para suprir as suas grandes necessidades. 

Apenas uma crônica diária 


You Might Also Like

0 comentários

Instagram